top of page
Buscar

É tempo de Carnaval com direito a troféu!!

O Carnaval foi trazido para o Brasil pelos colonizadores portugueses. Os historiadores afirmam que a festividade estabeleceu-se no país entre os séculos XVI e XVII e teve como primeira prática o entrudo. Essa brincadeira fixou-se primeiramente no Rio de Janeiro e era realizada dias antes do início da quaresma.


Ao longo do século XX, uma série de ritmos e danças passaram a fazer parte do carnaval brasileiro. Atualmente, ritmos como o samba, o maracatu e o frevo são seus símbolos. O carnaval transformou-se na principal festa popular brasileira a partir da década de 1930 e, atualmente, conta com os blocos de rua que acontecem nos grandes centros do país, assim como os desfiles das escolas de samba.


E é por isso, que essa manifestação cultural sempre esteve presente aqui na Casa Cultural Dona Antonia. Um pandeiro, um tamborim, um sambinha daqui, e o batuque sempre presente. Os amigos se reuniam e o samba não podia faltar!!


Foi Assim que surgiram as oficinas de ritmo. O ano era 2013, idealizado por Teco Martins, com o apoio de Sérgio Martins, acontecia toda terça feira. Assim começava o projeto “Terça Com Ritmo de Sexta”, lá no Bar Da Irene, no Liberatos.


Momentos de uma oficina do "Terça Com Ritmo De Sexta" no Bar Da Irene - 2013

As oficinas foram realizadas também no Bar Do Toninho, Bar Do Azul, Ponto Do Encontro e Bar Do Isaque. Foram várias oficinas que deram origem ao “Bloco Unidos Do Liberatos”. E olha só que legal, teve até desfile de carnaval com samba enredo e tudo!!


Momentos de aquecimento para o carnaval no Bar Da Irene - Liberatos (2014)

Samba enredo do Bloco Unidos Do Liberatos / Igreja de Santo Antônio


E não é que as oficinas  chegaram também ao bairro Citrolândia, mais precisamente, na colônia Santa Isabel. Um belo dia, Teco e Sérgio foram procurados pelo Guilherme e pela Luanda, que tinham o sonho de montar um bloco de carnaval. Assim começaria uma parceria muito bacana...


O nome do bloco surgiu no dia primeiro de janeiro de 2018, após na noite anterior, Luanda dizer ao Guilherme que ele estava literalmente com a "cueca do avesso". Por esse motivo, em um almoço de familia, Guilherme decidiu que o nome do bloco seria “Cueca Do Avesso”. A partir dai no decorrer do ano, todo mundo começou a cobrar o bloco de carnaval, Guilherme pensou em procurar o Geraldo Capacete, única referência do carnaval que eles tinham. Foi quando Inhana, irmã de Luanda comentou com ela que no Liberatos, Teco e Sérgio tinham um bloco de carnaval. Daí em 2019, surgiu a primeira conversa, entre Teco, Guilherme e Sérgio no Bar do Toninho. Na hora Teco já quis conhecer o projeto. Assim, Luanda, Luara e Guilherme vinham participar das oficinas.


Após algum tempo, Teco começou a fazer as oficinas no Citrolandia, com o objetivo de ensinar o pessoal e assim montarem o bloco. E no primeiro dia todo mundo ja se encantou.

Foram várias oficinas, trabalho constante de aprimoramento, assim nascia o Bloco Cueca Do Avesso. A partir daí aconteceram os desfiles do bloco, resultado dessa parceria incrível com a Casa Cultural Dona Antônia!!

Desfile do Bloco Cueca Do Avesso - 2020

Recentemente, por esse trabalho desenvolvido no carnaval há vários anos aqui em Betim, é que Vanderson Martins (Teco Martins como era conhecido) e Sérgio Martins receberam o Troféu Adelson Coelho.


Sérgio Martins recebe o troféu Adelson Coelho

A premiação foi idealizada pelo carnavalesco e coreógrafo Adelson Coelho e aconteceu No dia 19 de novembro de 2023, juntamente com o lançamento do pré carnaval de Betim.


O objetivo do prêmio foi dar visibilidade aqueles que fizeram e fazem o carnaval de Betim. Foram três categorias, entregues a 11 personalidades ligadas a escolas de samba de Betim e/ou da area, 12 dirigentes de blocos de rua, dentre eles do Bloco Cueca Do Avesso, e três ícones da historia momesca (in memoriam).


Em sua primeira edição  a premiação contou com a participação de representantes de escolas de samba de Belo Horizonte, de autoridades de Betim, e do carnavalesco e coreógrafo Carlinhos De Jesus!!



Momentos da entrega do troféu Adelson Coelho


Um troféu é a recompensa por uma façanha específica, que serve posteriormente como prova ou reconhecimento do mérito pela realização dessa proeza.


Teco e Sérgio não mediram esforços para levar sempre adiante as oficinas. Um trabalho de amor e dedicação ao carnaval que começou em 2013. Representando a Casa Cultural Dona Antonia, cujo objetivo é levar a arte até as pessoas, não poderia ser diferente com o carnaval, essa importante manifestação cultural.


Receber o troféu nada mais é do que o mérito por esse trabalho realizado.

E não é que das oficinas que começaram pequenininhas, nasceu a "Escola De Samba Unidos Da Dona Antônia", Bateria Teco Martins, que está super sincronizada!! Todos se preparam para o desfile, que acontecerá no dia 03/02/2024 e levará a inclusão social para as ruas de Betim, mostrando que o trabalho que começou lá em 2013, gerou bons frutos.


"Nenhum reconhecimento vem em vão, Tudo é resultado de um trabalho contínuo e persistente"!!



Até o próximo post...







71 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page